ECONOMIA CULTURAL DE SALVADOR – A INDÚSTRIA DO CARNAVAL

Noelio Dantasle Spinola, Goli Guerreiro, Tatiana de Andrade Spinola

Resumo


Este artigo deriva de pesquisa realizada pelos autores no âmbito do Grupo de Estudos da Economia Cultural de Salvador (Gecal), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da Universidade Salvador. O escopo do trabalho previu a realização
de uma radiografia da economia cultural, na velha capital baiana, em especial dos setores que possuem efeitos multiplicadores e impacto na geração de novos negócios, emprego e renda, destacando-se os vinculados ao carnaval; ao candomblé; à música; à moda e ao artesanato entre
outras manifestações culturais. Neste artigo aborda-se exclusivamente os aspectos da pesquisa relacionados
ao carnaval.

Palavras-chave


Economia cultural; Economia urbana; Economia regional; Antropologia social; Geração de emprego e renda.

Texto completo: PDF

RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684