A APLICABILIDADE DO CONCEITO DE CLUSTERS PARA A GOVERNANÇA DO TURISMO EM SALVADOR – UM ESTUDO SOBRE A PERSPECTIVA DOS RESIDENTES

Carolina de Andrade Spinola, Fernanda Meneses de Miranda Castro, Jorge Antonio Santos Silva

Resumo


A proposta deste artigo é analisar a aplicabilidade do conceito de cluster turístico como uma alternativa de modelo de governança para a atividade do turismo na cidade do Salvador, sob a ótica da participação comunitária. A pesquisa de campo que serviu de subsídio para o trabalho dividiu a Cidade em seis regiões turísticas, agrupadas por critérios de proximidade e identidade, tendo ouvido os seus moradores a respeito de questões relacionadas com o seu nível de envolvimento e de participação na realidade que os cerca, assim como sua percepção sobre o potencial turístico de sua região e o desempenho do atual modelo de gestão. Concluiu-se que a comunidade não percebe o seu entorno como um possível lócus para a atividade turística avalia muito mal a gestão da atividade e não possui, no curto prazo, condições de mobilização para qualquer proposta de modelo de governança que implique na participação da sociedade civil.

Palavras-chave


Clusters turísticos; Capital social; Modelos de governança; Salvador

Texto completo: PDF

RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684