A AGRICULTURA FAMILIAR E A CADEIA PRODUTIVA DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: CONQUISTAS

Denise Medianeira Mariotti Fernandes, Erica Karnopp

Resumo


No contexto da agricultura familiar, contrapondo-se ao modelo de produção agrícola convencional, o modelo de produção orgânica vem conquistando novos adeptos. A agricultura orgânica propõe produzir alimentos saudáveis, com fundamentos na sustentabilidade, minimizando os impactos causados nos ecossistemas e garantindo um solo fértil e uma água de qualidade. Essa proposta aliada ao aumento da demanda por alimentos orgânicos tem motivado muitos agricultores familiares a expandirem a área de plantio e/ou convergirem do modelo convencional de produção para modelo orgânico. Nesse contexto, avulta em importância entender o funcionamento de cada elo e da cadeia produtiva como um todo. Para tanto, este estudo propõe analisar a cadeia produtiva de alimentos orgânicos produzidos por agricultores familiares do Conselho Regional de Desenvolvimento da Região Central do Rio Grande do Sul (COREDE Central – RS). Essa análise pode viabilizar o uso adequado dos recursos (naturais, humanos, financeiros, etc.) para o aperfeiçoamento da cadeia produtiva e, por conseguinte, conscientizar os agentes envolvidos, quanto à importância de produzir alimentos saudáveis para a saúde da população, atender a uma filosofia de vida com foco na sustentabilidade do planeta, ampliar a renda dos agricultores familiares e, principalmente, proporcionar desenvolvimento rural sustentável, com melhoria nos aspectos culturais, sociais e econômicos.

Palavras-chave


Agricultura familiar; Alimentos orgânicos; Cadeia produtiva

Texto completo: PDF

RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684