O ESTADO E AS POLÍTICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO BRASIL

Marco Carvalho de Pinho

Resumo


O tema deste artigo são as políticas de ciência, tecnologia e inovação, dos anos de 1950 até o presente, da perspectiva da atuação do Estado brasileiro. O principal objetivo é analisar o papel do Estado ao longo do período considerado. O referencial teórico compreende uma revisão das noções de ciência, tecnologia, inovação, Estado e planejamento/políticas públicas. Parte-se da hipótese de que o Estado tem investido cada vez mais em ciência, tecnologia e inovação, bem como estimulado pesquisa e desenvolvimento. Os resultados, porém, podem ser considerados inexpressivos, reflexo de um mercado que não tem respondido aos investimentos públicos. O artigo está dividido em quatro seções principais: introdução; Ciência, Tecnologia, Inovação e Estado: um marco conceitual; O Estado brasileiro e as políticas de CTI; e conclusões.

Palavras-chave


Brasil; Ciência e Tecnologia; Inovação; Estado; Políticas de Ciência e Tecnologia

Texto completo: PDF

RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684