REDE URBANA DO ESTADO DA BAHIA: O CASO DE VITÓRIA DA CONQUISTA (BA)

Leonardo Rodrigues Porto, Gildásio Santana Júnior, Humberto Miranda Nascimento

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir a relação exercida pela cidade de Vitória da Conquista (BA) com as demais cidades de sua área de influência, destacando-se o seu papel na consolidação da rede urbana no interior do estado da Bahia. Para tanto, analisa a dinâmica econômica da referida cidade, que atua como Capital Regional e cuja importância vincula-se à ausência de um número expressivo de cidades médias no território baiano, reforçando-se o peso do Estado no contexto regional. A área de influência de Vitória da Conquista foi definida com base nas informações da pesquisa Regiões de Influência das Cidades (Regic), realizada em 2007, pelo IBGE. Trata-se de um conjunto de 96 municípios, totalizando mais de 2 milhões de habitantes, situados no semiárido baiano e com baixo dinamismo econômico, de onde se depreende a forte dependência que estes municípios têm do setor público em suas dinâmicas urbana e econômica.

Palavras-chave


Cidades médias; Circulação do capital; Crescimento econômico. Rede Urbana

Texto completo: PDF

RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684