O DIREITO DA IDENTIDADE CIVIL E DO RECONHECIMENTO DE GÊNERO DO GRUPO TRANSGÊNERO NÃO OPERADO

Gabriela Sepúlveda, Vida Sepúlveda

Resumo


O presente trabalho propõe defender a tutela do direito ao nome do grupo transgênero, mais especificamente daquela parcela que não deseja realizar a cirurgia de redesignação sexual.Para isto, serão abordados os conceitos de gênero e sexo e os direitos da personalidade previstos no Código Civil, assim como uma análise crítica da
patologização feita pela medicina legal em relação a este grupo. Por fim, será apresentada uma análise do Projeto de Lei João W.
Nery (PL n. 5.002/2013) à luz da “Ley de Identidad de Género” da Argentina, por meio do qual se argumenta tratar-se da alternativa mais consistente para preencher a lacuna jurídica neste âmbito, a qual reconhece e efetiva o direito do grupo trans com base no princípio da
dignidade da pessoa humana.

Texto completo: PDF


A Revista Direito UNIFACS – Debate Virtual estará sempre aberta a oportunidade para que todos, ainda que não sejam membros do Corpo Docente e Discente do Curso de Direito da UNIFACS, possam divulgar textos jurídicos de relevância dogmática, devendo enviar seus textos para o endereço eletrônico direito@unifacs.br

ISSN 1808-4435