ESTRUTURA DE CAPITAL DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRO E SUA RELAÇÃO COM A ATIVIDADE ECONÔMICA AGREGADA

Aline Beatriz Schuh, Mygre Lopes da Silva, Kelmara Mendes Vieira, Daniel Arruda Coronel

Resumo


O objetivo deste trabalho consiste em analisar o impacto da atividade econômica agregada na estrutura de capital das empresas do setor de construção civil brasileiro. As discussões baseiam-se na estrutura de capital e seus determinantes externos. Neste sentido, estimou-se um modelo de dados em painel para o período de 2003 a 2015. Os resultados indicaram que o endividamento de longo prazo e a utilização de capital de terceiros comportaram-se de maneira similar no que se refere às variações da taxa de juros, do câmbio e do PIB, indicando que um aumento destes induz a uma diminuição do endividamento das empresas estudadas.  Já o endividamento de curto prazo apresentou relações opostas, no que tange à taxa de juros e ao câmbio, sugerindo que os critérios adotados para a obtenção de recursos de curto prazo diferem daqueles utilizados para o financiamento de longo prazo.

 


Palavras-chave


Estrutura de Capital; Construção Civil; Agregados Macroeconômicos.;Dados em Painel

Texto completo: PDF

Gestão & Planejamento. ISSN eletrônico (on-line/e-line) 2178-8030
ISSN impresso 1516-9103