A INEFICÁCIA DO PROPÓSITO RESSOCIALIZANTE E O PROCESSO DE PRIVATIZAÇÃO DAS PRISÕES

Aline da Rocha

Resumo


O trabalho traz uma análise do fenômeno de privatização das prisões em contraposição com os estudos criminológicos que vêm atestando a ineficácia do propósito ressocializador
enquanto finalidade básica da pena privativa de liberdade. O estudo se desenvolve no sentido de revelar o propósito meramente instrumental da adoção de uma política privatizante das instituições carcerárias, apartado da ideologia dominante que caminha para a redução da utilização da pena privativa de liberdade como instrumento de controle social. Assim, as
contribuições da criminologia crítica vêm evidenciar o não comprometimento com os resultados da aplicação de uma política que busca reciclar o antigo sistema penal e prisional
sem alterações importantes em seu substrato. O que se encontra com a pesquisa é a frustração de ver desperdiçados todos os esforços intelectuais que intentam uma alternativa à pena privativa de liberdade em razão das escolhas políticas que privilegiam resultados imediatos, apartados de qualquer ideologia social positiva.

Texto completo: PDF


A Revista Direito UNIFACS – Debate Virtual estará sempre aberta a oportunidade para que todos, ainda que não sejam membros do Corpo Docente e Discente do Curso de Direito da UNIFACS, possam divulgar textos jurídicos de relevância dogmática, devendo enviar seus textos para o endereço eletrônico direito@unifacs.br

ISSN 1808-4435