FATORES DETERMINANTES PARA EMPRESAS FAMILIARES EMPREENDEDORAS

Daniela Meirelles Andrade, Juvêncio Braga de Lima, Cristiana Fernandes De Muylder, Luiz Marcelo Antonialli

Resumo


O objetivo deste estudo foi validar uma escala para mensurar as práticas de gestão de empresas familiares empreendedoras (EFE). Teoricamente conceituou EFE, as quais são influenciadas pelas ações de encaminhamento da sucessão, pela formação diferenciada dos sucessores, pela condução do processo de transmissão patrimonial e gerencial e pelo papel do fundador, ou predecessor. O conjunto destas variáveis constituem diferentes vertentes de ações empreendedoras, pois geram possibilidades de impulsionar o desenvolvimento das EFE, permitindo  observar o fenômeno do intraempreendedorismo. Realizou-se um survey em 120 empreendimentos familiares, por meio da aplicação de questionários. Para análise dos dados utilizou-se a análise fatorial exploratória. O estudo gerou uma escala para mensurar a capacidade de empreender de empresas familiares. Inicialmente formou-se dois fatores: aceitabilidade e credibilidade. Pelo critério da raiz latente foram extraídos mais três fatores, o que sugere a formação de cinco fatores para estudar a formação de EFE, que são: aceitabilidade, credibilidade, legitimidade, liderança e confiança, avançando nos estudos anteriores descritos.

 


Palavras-chave


Empresas familiares empreendedoras; Análise fatorial; Pesquisa quantitativa; Construção de escala

Texto completo: PDF

Gestão & Planejamento. ISSN eletrônico (on-line/e-line) 2178-8030
ISSN impresso 1516-9103