DESEMPENHO EXPORTADOR: UM ESTUDO EMPÍRICO DAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PAULISTAS DURANTE A CRISE DE 2008

Marcos Amatucci, Laíse Yumi Nishio, Lucas Comin Loureiro, Mariana Mendes Braga

Resumo


O objetivo deste estudo é verificar a influência dos constructos Comprometimento Exportador (CE) e Orientação Internacional (OI) sobre o desempenho exportador das PMEs brasileiras durante o período de crise econômica vivido no ano de 2008. Para tanto, como abordagem metodológica foi realizada uma pesquisa quantitativa em uma amostra 115 pequenas ou médias empresas do Estado de São Paulo, tendo como alvo os gestores responsáveis pela área de exportação. Sobre esses dados realizou-se estatística descritiva, análise fatorial e análise de variância. O desempenho exportador das empresas foi classificado em alto, médio e baixo, e o comportamento dos constructos analisados frente a essas faixas de desempenho. Os resultados da pesquisa apontaram para maior influência do Comprometimento Exportador que da Orientação Internacional no desempenho das empresas num contexto de crise. O constructo de Orientação Internacional mostrou relação inversa à esperada na literatura na faixa de alto desempenho exportador, evidenciando que a crise tem impacto psicológico no gestor, impacto este que se reflete nos fatores subjetivos dos indicadores de performance exportadora.

Palavras-chave


Gestão Internacional; Economia Brasileira; Pequenas e Médias Empresas; Exportação; Orientação Internacional; Comprometimento Exportador.

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030