A DECISÃO DOS MODOS DE ENTRADA DAS MULTINACIONAIS BRASILEIRAS

Rodrigo Ladeira, Alex Ribeiro Costa, Luiz Alberto Nascimento Campos Filho

Resumo


O modo de entrada é uma decisão crítica no processo de expansão internacional, porém estudos anteriores não exploraram o comportamento das multinacionais de países emergentes. Esta pesquisa realizou um teste empírico com o objetivo de analisar o impacto da abordagem institucional em conjunto com a abordagem econômica na decisão do modo adotado por sucursais brasileiras pelo método análise de regressão logística binomial. Os resultados evidenciaram que a teoria dos custos de transação não tem correlação positiva com o modo adotado em um país emergente, diferentemente das multinacionais dos países desenvolvidos, verificando que fatores que influenciam organizações em países desenvolvidos não tem o mesmo impacto em multinacionais brasileiras. Ademais, foi possível concluir que a teoria institucional, quando analisada em conjunto com a teoria dos custos de transação, intensifica o poder de explicação dessa decisão.


Palavras-chave


Modo de entrada; Teoria dos custos de transação; Teoria institucional

Texto completo: PDF (english)

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030