O IMPACTO DO STATUS NO PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL: ESTUDO DE CASO COM OS ADVOGADOS DE FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

Juliana Safanelli Vilain, Maurício Fernandes Pereira

Resumo


Há uma crescente busca por status, poder, reconhecimento pessoal e sucesso profissional. O status representa a posição social de uma pessoa, respeito, admiração e aceitação percebidos através do outro, refletindo um estilo de vida centrado nos bens materiais e na aparência. Em algumas profissões, como com os advogados, percebe-se um elevado gasto salarial para manter e exibir uma imagem condizente, que quando não administrada por meio de um planejamento financeiro pessoal, causa graves problemas financeiros. O objetivo desta pesquisa é analisar o impacto do status no planejamento financeiro pessoal. Ela é qualitativa, descritiva e desenvolvida por um estudo de caso com os advogados de Florianópolis, Santa Catarina. Os dados foram coletados através de um questionário, buscando informações socioeconômicas e comportamentais do público-alvo. A amostra foi composta por 52 advogados. Como resultados, parte dos profissionais não consegue quitar seus gastos mensais e aumentam sua jornada de trabalho quando falta dinheiro, quase a metade possui empréstimos, a maioria controla seus gastos de forma ineficiente, poucos poupam, de maneira geral sentem-se respeitados pelo status conferido por bens materiais, praticamente todos acreditam que o dinheiro proporciona felicidade e que a aparência influencia no sucesso profissional e demostraram-se interessados em obter conhecimentos sobre Finanças Pessoais.

 


Palavras-chave


Finanças pessoais; Planejamento financeiro pessoal; Poder; Consumo; Status

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030