COACHING EXECUTIVO: A PERCEPÇÃO DOS EXECUTIVOS SOBRE O APRENDIZADO INDIVIDUAL

Sandra Regina da Rocha-Pinto, Bianca Snaiderman

Resumo


O coaching executivo entrou no vocabulário corporativo no final dos anos 80. Essa técnica, popularizada na década de 90, ganhou adeptos no mundo todo (DIEDRICH, 2001; KAMPA-KOKESCH e ANDERSON, 2001; BERGLAS, 2002; JOHNSON, 2007). Embora bastante usada no mundo corporativo e sendo uma das ferramentas que mais crescem no processo de desenvolvimento do aprendizado do adulto, a literatura prática do coaching executivo está à frente da pesquisa acadêmica. O presente estudo, por meio do método fenomenográfico, buscou investigar se de fato o coaching executivo gera aprendizado individual. Para tanto, procederam-se revisões da literatura sobre coaching executivo e aprendizado além de uma pesquisa com executivos de empresas que participaram do processo de coaching executivo patrocinados pelo seu empregador. Foram realizadas quinze entrevistas durante os meses de Janeiro e Fevereiro de 2010. A análise do conteúdo revelou três categorias: fatores indutores, atributos do coach e mudanças comportamentais. Os resultados mostram que, na percepção dos entrevistados, o coaching executivo de fato gera aprendizado individual.


Palavras-chave


Coaching Executivo; Autoconhecimento; Aprendizado

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030