REFLEXÃO DOS GESTORES SOBRE A PERCEPÇÃO ESTRATÉGICA DA ATIVIDADE DE PESQUISA NAS UNIVERSIDADES DA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR

Evandro Teixeira Gesteira, Manoel Joaquim Fernandes de Barros, Ester Pereira da Silva

Resumo


O estudo analisa o modelo de gestão de pesquisa nas universidades da região metropolitana da cidade de Salvador - Bahia, sob a ótica de uma taxonomia de quatro fases de desenvolvimento da atividade de Pesquisa, no contexto organizacional. O estudo conceitua a gestão estratégica organizacional, transportando-o para as organizações universitárias, construindo a noção de Pesquisa como atividade estratégica. Para tanto, avalia-se o modelo acadêmico utilizado pelas universidades sob a ótica legal e econômica e o posicionamento da pesquisa neste modelo, identificando a necessidade dessas organizações considerarem, na gestão estratégica, a perspectiva de um novo modelo organizacional que considere esta possibilidade como diferencial competitivo. Estabelece-se, para tanto, uma taxonomia que indica que as empresas evoluem de uma condição na qual a atividade de pesquisa se desenvolve de forma incipiente como atividade organizacional, para uma condição em que a atividade se desenvolve como uma variável promotora do desenvolvimento econômico e social.


Palavras-chave


Gestão da Pesquisa; Gestão Universitária; Gestão Estratégica

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030