ENTRADAS AO LABIRINTO: A CIÊNCIA SOCIAL CONTEMPORÂNEA

Fernando Cardoso Pedrão

Resumo


As ciências sociais se distinguem das que tratam do mundo físico por sua relação sujeito-objeto, em que ambos termos denotam seres sociais historicamente constituídos e portadores de consciência social. Eventuais analogias com o mundo físico ou com o reino animal não atingem ao âmago da questão que é a relação orgânica entre a objetividade histórica e a subjetivismo do mundo social. O pleito atual acerca da teoria social refere-se a sua capacidade para representar os problemas da vida social contemporânea. Pluralidade e desigualdade representam colonialismo, alienação, dominação, além de mobilidade desigual. A pluralidade com que se realizam os relacionamentos é um labirinto cujas entradas são modos de organização entretanto sujeitos a mudanças contínuas.

 


Palavras-chave


Ciência social; Abordagem crítica; Visão histórica

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030