COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE DUAS ORGANIZAÇÕES DE ENSINO E PESQUISA

Jefferson Lopes La Falce, Renata Giacomin, Tomaz Antônio Chaves, Cristiana Fernandes De Muylder

Resumo


O comprometimento dos trabalhadores pode ser considerado fator estratégico e decisivo nas organizações. Este trabalho tem como objetivo descrever e comparar a configuração do comprometimento organizacional em uma Instituição de Ensino Técnico Superior e uma Fundação de Ensino e Pesquisa, ambas de Minas Gerais. Utilizou-se um questionário baseado na escala de comprometimento de Allen & Meyer (1990) e, ao final do instrumento, foram feitas quatro questões abertas para entender as percepções de comprometimento das organizações. Os resultados demonstraram que a base afetiva tem maior percepção na Instituição de Ensino, em comparação com a Fundação, que possui maior média na base calculativa. A baixa aderência do comprometimento afetivo no caso da Fundação pode indicar problemas que merecem atenção da gestão de pessoas desta organização com vistas a evitar perdas de pessoal e descontinuidade de serviços. Destaque-se que as perguntas abertas contribuíram para o desnudamento do diagnóstico proposto pelo questionário, ao indicar os motivos do comprometimento afetivo e calculativo percebidos nas organizações. Implicações e limitações da pesquisa e sugestões para outros estudos são discutidas neste artigo.

DOI: 10.21714/2178-8030gep.v20.4767


Palavras-chave


Comprometimento organizacional; Instituição Pública; Ensino

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030