AS RELAÇÕES ENTRE AS PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS E O DESENVOLVIMENTO DE VÍNCULOS COM A ORGANIZAÇÃO: UM ESTUDO EM UMA EMPRESA DE CONTABILIDADE

Taíse Lordêlo Alves Batista Mariano, Daniela Campos Bahia Moscon

Resumo


O objetivo deste artigo é investigar as relações entre o comprometimento (RODRIGUES; BASTOS, 2011) e o entricheiramento (RODRIGUES, 2009) dos empregados com a organização e as práticas e modelos agency-community de gestão de pessoas (ROUSSEAU; ARTHUR, 1999) adotados. Para tanto, foram aplicados 107 questionários, em uma empresa de contabilidade, localizada na cidade de Salvador-BA. Trata-se de um estudo quantitativo realizado a partir de análises descritivas e correlacionais. Foram identificados escores altos em relação ao comprometimento, às práticas de gestão de pessoas e ao modelo de gestão de pessoas agency-community. É perceptível também a incidência do entrincheiramento, porém em níveis inferiores quando comparado ao comprometimento. Observa-se alto grau de correlação entre comprometimento e o entricheiramento, as práticas de gestão de pessoas e o comprometimento, as práticas de gestão de pessoas e o entrincheiramento, o modelo community e o comprometimento e o modelo agency-community e o entrincheiramento.

DOI: 10.21714/2178-8030gep.v19.4939

 


Palavras-chave


Comprometimento Organizacional; Entrincheiramento Organizacional; Práticas de gestão de pessoas. Modelos de gestão de pessoas

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030