PARQUES TECNOLÓGICOS: UM ESTUDO DE CASO DA EXPERIÊNCIA BAIANA

Bárbara Carole Passos Alves, Carolina de Andrade Spinola, Laumar Neves de Souza

Resumo


O Parque Tecnológico de Salvador foi inaugurado, em 2012, com a missão de estimular a criação, fortalecer e atrair empreendimentos inovadores e de transferência de tecnologia, gerando um conjunto de consequências positivas no espaço regional e fazendo de Salvador um centro de negócios de alto valor agregado. Partindo desse entendimento, o presente artigo busca avaliar a concepção e implantação desta estrutura e a sua capacidade de atingir os objetivos traçados. A pesquisa classifica-se, quanto ao seu método, como indutiva e adota o procedimento do Estudo de Caso. Além da análise realizada em documentos relacionados à criação e administração do Parque, utilizou-se de entrevistas semiestruturadas e da aplicação de questionários junto aos seus gestores e às empresas residentes e incubadas. Este estudo demonstrou que há um gap nessa estrutura entre aquilo que foi planejado e o que foi executado, situação essa que aparentemente guarda forte relação com a disfucionalidade do seu modelo de governança.

DOI: 10.21714/2178-8030gep.v.20.5438


Palavras-chave


Parque Tecnológico; Inovação; Salvador

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030