O TURISMO COMO INSTRUMENTO AUXILIAR PARA PROTEÇÃO AMBIENTAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DA ILHA DO MEL –PR

Patricia Denkwicz, Carlos Alberto Marçal Gonzaga, Maricléia Aparecida Leite Novak, Edson Luis Kuzma

Resumo


O presente artigo apresenta uma pesquisa qualitativa sobre a percepção de uma comunidade tradicional  em relação as Unidade de Conservação  ambiental da Ilha do Mel,  no estado do Paraná. A Ilha possuí duas Unidades de Conservação, sendo uma Estação Ecológica e um Parque Estadual. É habitada por comunidades tradicionais, com atrativos turísticos naturais e legislação conservacionista restritiva. Utilizando um referencial teórico, foi possível obter uma visão mais ampla sobre o histórico da implantação das Unidades de Conservação e os conceitos dos campos analíticos associados aos fenômenos estudados. Foi possível observar, que a relação existente entre a comunidade pesquisada e as Unidades de Conservação são consequências do modelo excludente de implantação empregado, o qual não permitiu  planejamento e gestão participativa. Como resultado, verifica-se que existem duas percepções distintas, uma ambiental e outra de interesse econômico derivada do turismo, o qual é considerado  um instrumento auxiliar  para o alcance da proteção ambiental.

DOI: 10.53706/gep.v.22.5837


Palavras-chave


Unidades de Conservação; Gestão Participativa; Turismo; Ilha do Mel.

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030