QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E VÍNCULOS ORGANIZACIONAIS: PROPOSIÇÃO DE UM MODELO INTEGRATIVO E PERSPECTIVAS DE PESQUISAS

Mirian Serrão Vital, Kely César Martins de Paiva

Resumo


Este ensaio tem como propósito refletir sobre os construtos Qualidade de Vida no Trabalho e Vínculos Organizacionais (Comprometimento, Entrincheiramento e Consentimento), propor um modelo integrativo e indicar possibilidades de pesquisas. O referencial teórico reflete sobre tais construtos (HACKMAN; OLDHAM, 1975; MEYER; ALLEN, 1991; RODRIGUES; BASTOS, 2010; RODRIGUES, 2011; SILVA, 2013). A partir do modelo proposto, traçou-se uma agenda de pesquisa que abraçou aspectos metodológicos (abordagens qualitativas para maior compreensão dos temas e  suas inter-relações, e abordagens quantitativas com vistas à extensão de conclusões) e conexões conceituais e temáticas (com outros construtos aderentes ao campo do comportamento organizacional), a qual pode contribuir para o debate integrado dos construtos, ora ainda não realizado. O cumprimento de tal agenda visa colaborar tanto conceitual/academicamente, ao buscar a compreensão e delimitação dos temas, como prática/profissionalmente, fornecendo subsídios para adequadas práticas organizacionais no mundo do trabalho.

DOI: 10.21714/2178-8030gep.v.20.5854


Palavras-chave


Qualidade de vida no trabalho; Vínculos organizacionais; Modelo integrativo

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030