OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA E PERCEBIDA: UM LEVANTAMENTO SOBRE A PERCEPÇÃO DO CICLO DE VIDA COM USUÁRIOS DE APARELHOS CELULARES

Ricardo Henrique Moraes Santos, Patrícia Santos Guarnieri, Jorge Alfredo Cerqueira Streit

Resumo


Desde o século XX as obsolescências programada e percebida figuram como ferramentas capazes de reduzir a vida útil de produtos eletroeletrônicos. Esta redução ocasiona aumento no volume de resíduos que consequentemente, gera impactos ambientais negativos. Diante desta problemática, este trabalho tem por objetivo compreender a forma com que a obsolescência programada e percebida estão relacionadas ao descarte de um tipo de eletroeletrônico: o aparelho celular. Para o cumprimento de tal objetivo, realizou-se uma pesquisa aplicada, descritiva e quali-quantitativa, tendo como procedimento técnico a análise documental e o survey cuja amostra deu-se por 596 respondentes. Os resultados indicam características do comportamento do consumidor, com relação ao tempo desde a última troca, assim como a destinação dada ao último aparelho. Por fim, são realizadas reflexões sobre obsolescência programada e percebida no intuito de prosseguir no acúmulo de conhecimento científico e gerencial a respeito destas ferramentas típicas do sistema econômico vigente.

 


Palavras-chave


Obsolescência programada; Obsolescência percebida; Ciclo de vida; Eletroeletrônico; Celular

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030