AQUISIÇÃO DA WEBJET PELA GOL, VALUATION E q DE TOBIN: UM ESTUDO DE CASO

Paulo Augusto Pettenuzzo de Britto, Carlo Henrique Rocha

Resumo


Este artigo objetiva analisar a incorporação da Webjet pela Gol, em 2011, sob a ótica dos proprietários de cada uma das companhias, considerando o valor da transação e os ganhos gerados por sinergias decorrentes da operação. A análise, de caráter quantitativo, utilizou-se do método do fluxo de caixa descontado, para avaliar o valor das empresas vis-à-vis o valor da transação, e do q de Tobin, para averiguar se houve ganho sinergético. Os resultados indicaram que (i) os acionistas da Webjet experimentaram ganho de riqueza a partir da operação e (ii) a operação não gerou ganhos sinérgicos para os acionistas da Gol. Este artigo também contribui com a literatura ao ampliar o conhecimento aplicado às incorporações de companhias aéreas, além de se somar às evidências de que as companhias-alvo são geralmente beneficiadas por fusões e incorporações mesmo na ausência de ganhos sinergéticos.

DOI: 10.53706/gep.v.23.6862


Palavras-chave


Mercado aéreo brasileiro; Aquisição de Empresas; Avaliação de Empresas; q de Tobin

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030