NECESSIDADE DE PERTENCIMENTO E EXPRESSÃO DO SELF ESTENDIDO: UM ESTUDO SOBRE SUA RELAÇÃO COM O CONSUMO DE TATUAGENS

Henrique Sttocco da Silva, Ivanete Schneider Hahn, Natália Pavanelo Pivetta, Flavia Luciane Scherer

Resumo


Este artigo investiga como a expressão da identidade dos indivíduos por meio do self estendido e a necessidade de pertencimento se associa com o consumo de tatuagens. A construção teórica do estudo pautou-se na análise do self estendido, necessidade de pertencimento e consumo de tatuagens, temas abordagens sobre a perspectiva da psicologia comportamental e do marketing. Foi realizada uma survey com 437 pessoas, sendo que 81% (355 respondentes) possuíam ao menos uma tatuagem. Os principais resultados permitem concluir que (1) existem diferenças significativas em relação a escolaridade, a idade, a religião e o self estendido, sendo que quanto mais velho, menor a escolaridade, e se não tiver religião maior o self estendido; (2) existe relação entre o self estendido e a necessidade de pertencimento; e, (3) o self estendido e a necessidade de pertencimento se correlacionam positivamente com o consumo de tatuagens.

DOI: 10.53706/gep.v.22.6908


Palavras-chave


Comportamento do consumidor; Consumo; Psicologia comportamental; Marketing

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030