ADMINISTRAÇÃO POLÍTICA: FENÔMENO, ESSÊNCIA E TOTALIDADE

Rômulo Carvalho Cristaldo

Resumo


Esse artigo teórico analisa a produção sobre administração política, especificamente aquela que utiliza desse conceito para a representação de um objeto de pesquisa, seja uma totalidade concreta ou um fenômeno. Para tanto, foi realizada uma revisão sistemática de literatura a partir de artigos selecionados. Foram encontradas duas diferentes correntes: uma primeira fenomenológica, que parte de um conceito de administração política com as formas assumidas pelas estratégias de desenvolvimento do Estado; a outra, de inspiração marxista, constrói uma noção histórica e crítica de administração política como a forma de manifestação gerencial das estratégias de hegemonia de classes e frações. Percebe-se que são propostas ainda em desenvolvimento: ambas necessitam apresentar tanto mediações teórico-empíricas, assim como confirmações concretas dos fenômenos ou totalidades descritas.

DOI: 10.53706/gep.v.23.6955

 


Palavras-chave


Administração Política; Estado; Fenômeno/Essência; Gestão; Totalidade Concreta

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030