PRÁTICAS COLABORATIVAS EM COMPRAS PÚBLICAS: OS BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO PARA O APRIMORAMENTO DOS RESULTADOS

Marilaine Aparecida Ferreira, Daniel Ribeiro de Oliveira

Resumo


Partindo da visão de valor público como um fator de otimização e de produção de efeitos positivos aos interessados, este artigo busca analisar a geração de valores relacionados ao setor de compras sob a perspectiva da colaboração dos atores internos e objetiva elucidar de que modo a colaboração interna contribui para o aprimoramento dos resultados das aquisições. Utilizando-se de análise qualitativa, na forma de estudo de caso empreendido numa unidade centralizada de compras de um município, foram estabelecidas, por meio de pesquisa bibliográfica e de entrevistas não estruturadas, duas práticas colaborativas em compras e definidos seus impactos sobre a produção de valores públicos. Os resultados demonstraram que quanto maiores forem os níveis de implementação de práticas colaborativas melhores serão os resultados das aquisições em termos de eficiência, eficácia e efetividade, estabelecendo-se uma relação positiva entre colaboração interna e produção de valores em compras públicas.

DOI: 10.53706/gep.v.23.6956


Palavras-chave


Práticas colaborativas; Compras públicas; Valor público

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030