OS DESAFIOS DA GESTÃO DE EQUIPES VIRTUAIS GLOBAIS: O CASO DE DUAS EMPRESAS MULTINACIONAIS DE TECNOLOGIA

Vanessa Martins dos Santos, Guilherme Montandon Saraiva, Suelen Schneider Demaría, Beatriz Maria Braga

Resumo


A evolução das tecnologias de informação e comunicação (TICs) possibilitou a formação de equipes de trabalho unidas por um objetivo comum, porém, dispersas geográfica, temporal e organizacionalmente: as equipes virtuais globais (EVGs). No entanto, a gestão dessas equipes é desafiada por barreiras interculturais, linguísticas, diferenças de fuso horário, dificuldades na coordenação de esforços e também manutenção da motivação e engajamento dos participantes. Assim, o objetivo desse estudo foi investigar as percepções de gestores sobre esses desafios, bem como as boas práticas. Para isso foram realizadas 13 entrevistas com gestores brasileiros atuando em duas empresas multinacionais do setor de tecnologia. Os dados foram analisados de acordo com a técnica de análise de conteúdo (CÂMARA, 2013). O resultado foi a identificação de desafios relacionados aos aspectos contextuais culturais, institucionais, individuais e à comunicação e a enumeração de boas práticas aplicadas à gestão personalizada, à gestão com foco nas pessoas e à gestão com foco nos processos.

DOI: 10.53706/gep.v.23.7043


Palavras-chave


Equipes virtuais globais; Trabalho remoto; Liderança à distância

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030