INTERAÇÕES ENTRE OS COMPONENTES DO CAPITAL INTELECTUAL DE EMPRESAS RESIDENTES EM PARQUES TECNOLÓGICOS

Thiago Tomaz Luiz, Silvana Mannes, Ilse Maria Beuren, Valdirene Gasparetto

Resumo


Compreender a importância de alianças tecnológicas como determinantes da geração e interação das dimensões do capital intelectual é essencial para a manutenção e continuidade de relacionamentos interorganizacionais baseados em inovação, mas a literatura tem considerado essas dimensões separadamente e em nível organizacional de análise. Assim, este estudo analisa as interações diretas e indiretas entre os componentes do capital intelectual (humano, estrutural e relacional) de empresas residentes em parques tecnológicos. Uma survey foi realizada com 106 gestores de empresas residentes em parques tecnológicos brasileiros e na análise dos dados utilizou-se modelagem de equações estruturais. Os resultados indicam que o capital humano tem efeito positivo no capital estrutural, e esse tem efeito positivo no capital relacional. Também revelam papel mediador do capital estrutural, o que sugere que essa variável é condicional da relação indireta entre capital humano e capital relacional. Os resultados contribuem ao identificar efeito direto do capital humano no capital relacional e indireto por meio do capital estrutural, o que indica que as características que circundam a infraestrutura dos parques tecnológicos são importantes para explicar os benefícios do capital humano.

DOI: 10.53706/gep.v.23.7044


Palavras-chave


Capital Intelectual; Capital Humano; Capital Estrutural; Capital Relacional; Parques Tecnológicos

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030