MARKETING PESSOAL NAS CARREIRAS EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR PRIVADAS: DO DOCENTE TRADICIONAL AO PROTEANO

Andreza Sampaio Mello, Alfredo Rodrigues Leite da Silva, Gelson Silva Junquilho

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender as implicações do marketing pessoal nas carreiras tradicionais e proteanas de docentes de Instituições de Ensino Superior Privadas. Para conceber essa abordagem foram confrontadas as perspectivas da carreira tradicional e da carreira proteana, e ambas foram articuladas com aspectos referentes ao marketing pessoal, assumido como um instrumento que interfere no desenvolvimento das carreiras. Para legitimar empiricamente essa discussão, foram realizadas 10 entrevistas semi-estruturadas com professores de duas instituições de ensino superior privadas. Os dados foram tratados por meio da análise do conteúdo, em uma abordagem temática. Como resultado, os aspectos relacionados ao marketing pessoal surgiram como um caminho para a concepção de posicionamentos, levando cada grupo a um desenvolvimento de carreira distinto. Muitos desses aspectos são comuns aos dois grupos, a diferença foi identificada apenas na intenção a eles relacionados, seja para uma lógica da carreira tradicional, da proteana ou ambas. Nessa última surge ambigüidade de quem se posiciona nas duas abordagens, buscando atender tanto as demandas da instituição no qual atua, quanto as suas expectativas para o futuro, que nem sempre são convergentes com as primeiras.

Palavras-chave


Marketing pessoal, Administração de carreira, Carreira docente, Carreira tradicional, Carreira proteana

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030