A VELHICE, SEGUNDO CÍCERO

Rômulo de Andrade Moreira

Resumo


Marco Túlio Cícero escreveu, em 44 a.C., a obra “Catão, o velho, ou diálogo sobre a velhice.”
Nela, o filósofo, estadista e orador romano (nascido em 13 de janeiro do ano 106 a.C. e morto em 7 de dezembro de 43 a.C.), faz uma reflexão extraordinária sobre a velhice. Ao contrário do que se esperaria de um velho, Cícero exalta aquilo que é próprio da natureza humana, razão pela qual é uma estupidez achar ruim a velhice, pois “pretender resistir à natureza não teria mais sentido do que querer – como os gigantes – guerrear contra os deuses.”

Texto completo: PDF


A Revista Direito UNIFACS – Debate Virtual estará sempre aberta a oportunidade para que todos, ainda que não sejam membros do Corpo Docente e Discente do Curso de Direito da UNIFACS, possam divulgar textos jurídicos de relevância dogmática, devendo enviar seus textos para o endereço eletrônico [email protected]

ISSN 1808-4435