A NOVA GESTÃO PÚBLICA: UM ESTUDO DO PRÓ-GESTÃO FOCADO EM DOIS PROJETOS PRIORITÁRIOS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Mônica de Fatima Bianco, Eloísio Moulin de Souza, Antonio Marcos Souza-Reis

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender o processo de implantação do Pró-Gestão ­ um Sistema de Gerenciamento Estratégico dos principais projetos de Governo do Estado do Espírito Santo (ES) ­ tratado como um instrumento da Nova Gestão Pública. No estudo, dados do sistema e referentes a dois projetos da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (SESP) foram levantados e princípios estabelecidos no sistema foram confrontados com aspectos inerentes ao seu uso no contexto organizacional investigado. O estudo fundamenta-se teoricamente na burocracia com Weber (1963, 1964) e nas suas disfunções com Morgan (2006) e Crozier (1981); no entendimento da Nova Gestão Pública e os seus preceitos discutidos, principalmente, a partir de Bresser Pereira (1996, 1998, 1999, 1999b, 2005, 2008). Trata-se de uma pesquisa qualitativa; um estudo de caso focado na SESP. Os dados foram obtidos por meio do estudo documental da implantação da Nova Gestão Pública no Estado, realizado em três Secretarias Estaduais (SESP, SEP e SEGEP) e da aplicação de entrevistas a treze funcionários ligados a dois projetos do Pró-Gestão na SESP. As conclusões apontam que a implantação do sistema não atendeu aos pressupostos para sua implantação; não teve importância diferenciada no ambiente de trabalho; não consolidou qualquer mudança significativa nas rotinas administrativas ou na apresentação de resultados à sociedade.


Palavras-chave


Gestão pública; Nova gestão pública; Administração pública

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030