ESTRATÉGIA EMPRESARIAL, GESTÃO DE PESSOAS E UNIVERSIDADE CORPORATIVA: O CASO UNIVERSIDADE VALER DA COMPANHIA VALE DO RIO DOCE

Luiz Alex Silva Saraiva, Mara Moreira Benevides

Resumo


Este estudo discute o papel das universidades corporativas como diferencial competitivo das organizações que
adotam este modelo, considerando o caráter estratégico da Gestão de Pessoas na atualidade. O suporte teórico engloba
conceitos de Estratégia Organizacional, Universidade Corporativa, Gestão por Competências, Gestão do Conhecimento e Aprendizagem Organizacional. Metodologicamente, esta pesquisa foi conduzida por meio de uma estratégia qualitativa, na qual foram entrevistados com um roteiro semi-estruturado diversos profissionais envolvidos com o processo de concepção e de implementação da Universidade Corporativa Valer, da Companhia Vale do Rio Doce. Os resultados apontam a adequação do modelo à estratégia da organização, a gradativa sedimentação de vantagens competitivas, a existência da gestão do conhecimento, da gestão por competências e da aprendizagem organizacional nas práticas e princípios da organização, bem como a assunção de uma visão estratégica na Gestão de Pessoas.
Conclui-se que a universidade corporativa, , embora amplie e alinhe estrategicamente a Gestão de Pessoas, não pode
ser considerada uma nova estratégia, tampouco uma nova forma de gerenciar profissionais em uma organização, pois
isso depende dos pressupostos organizacionais numa perspectiva sistêmica e estratégica.

Palavras-chave


Estratégia Empresarial; Gestão de Pessoas; Universidade Corporativa.

Texto completo: Texto Completo

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030