O IMPACTO DO TAMANHO DA CLASSE NA PERCEPÇÃO DE QUALIDADE DOS ALUNOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADA BRASILEIRA

Marcus Rodrigues Peixoto, Edvan Cruz Aguiar

Resumo


A crescente competição no Ensino Superior privado brasileiro tem gerado pressões nas instituições deste segmento, resultando, em muitos casos, na elevação do número de alunos por classe. Todavia, surgem questionamentos quanto à qualidade do serviço prestado. Estudos sugerem relação negativa entre tamanho da classe e qualidade do ensino. Diante do exposto, este artigo se propôs a avaliar o impacto do tamanho da classe na percepção de qualidade do serviço, na perspectiva dos alunos. Utilizando-se da escala SERVQUAL de Parasaruman et al. (1988) como base teórica, a pesquisa assume natureza quantitativa de caráter descritivo, por meio de análises estatísticas descritivas e inferenciais (AFE, Alfa de Cronbach e correlações). Evidências de estudos similares não foram encontradas durante a revisão bibliográfica, o que realça o caráter inovador e a contribuição da pesquisa. Os resultados demonstram indícios de possível relação negativa entre tamanho da classe e qualidade percebida dos alunos.

DOI: 10.21714/2178-8030gep.v19.4764


Palavras-chave


Tamanho da turma; Qualidade Percebida; SERVQUAL; Ensino Superior

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030