ARTICULAÇÕES INTERORGANIZACIONAIS EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS DE PESQUISA: O COMPLEXO TECNOLÓGICO EDUCACIONAL – CTE

Juliana Pires de Arruda Leite, Adriana Bin, Janaína Lemos Rocha, Beatriz Couto Ribeiro

Resumo


Este trabalho analisou a governança de redes em organizações públicas, por meio do caso do Complexo Tecnológico Educacional – CTE em Campinas/SP. A proposta de criação do CTE encontrou respaldo no movimento global das últimas décadas de organizações públicas de pesquisa intensificarem suas articulações interorganizacionais como estratégia para lidar com restrições orçamentárias, reposição de quadros de pessoal e criação de oportunidades derivadas de parcerias com distintos atores para melhor atendimento das demandas sociais. Foram consideradas as contribuições teóricas sobre redes interorganizacionais e governança de redes em associação com as contribuições do campo da gestão de ciência, tecnologia e inovação. O estudo de caso baseou- se na coleta de documentos institucionais e entrevistas com profissionais das várias organizações envolvidas na criação do CTE. O recorte analítico foi estruturado em dois eixos: (a) eixo institucional, voltado à formação das relações interorganizacionais e (b) eixo articulações e interdependências, dedicado aos “elos de compartilhamento” entre as organizações. A criação do CTE teve um forte componente hierárquico, baixo nível de formalização e falhas de alinhamento e governança, o que conduziu à sua não concretização institucional como rede, limitando o alcance dos resultados desejados.

DOI: 10.53706/gep.v.23.6894


Palavras-chave


Redes interorganizacionais; Governança de redes; Organizações Públicas de Pesquisa

Texto completo: PDF

Todo conteúdo da revista está sob a licença 

Gestão & Planejamento. ISSN impresso 1516-9103 - ISSN eletrônico 2178-8030