PROTÓTIPO PARA TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS UTILIZANDO A ESPÉCIE DE MICROALGA CHLORELLA VULGARIS COM VISTAS À GERAÇÃO DE BIOPRODUTOS

Isadora Machado Marques, Ícaro Thiago Andrade Moreira, Natália Ribeiro Melo, Adna Caroline Vale Oliveira, Wendy Santos Freitas Wicks, Lara Câncio Souza

Resumo


O Brasil, um país com alta biodiversidade e disponibilidade hídrica, possui severas dificuldades na gestão do saneamento ambiental. Visando promover o tratamento de água residual e a diminuição da eutrofização em corpos hídricos, há desenvolvimento de biotecnologias que utilizam microalgas para a remoção ou biotransformação de poluentes. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um protótipo para tratamento de águas residuais urbanas utilizando uma espécie de microalga (Chlorella vulgaris) para remoção dos principais poluentes: nitrogênio e fósforo, encontrados no rio urbano escolhido (rio Camarajipe, Salvador-BA), com vistas a produção de biomassa para geração de bioprodutos (biocombustíveis, biofertilizantes, bioplástico). A área proposta encontra-se no baixo curso do rio Camarajipe. Parâmetros físico-químicos foram monitorado por meio de uma Sonda multiparâmetros. Análise de clorofila e de íons dissolvidos foram realizadas ao longo do monitoramento. Após 15 dias, foi evidenciada a remoção total de nitrogênio amoniacal e nitrato em todos os gradientes de tratamentos planejados, além da remoção de fosfato em até 75% presente na água. O maior crescimento de biomassa algal foi 601,1 µg/L, justamente na no tratamento planejado com 100% de água residual urbana. Por fim, os resultados mostraram que o protótipo desenvolvido, utilizando a espécie de C. vulgaris foi eficiente no tratamento das águas superficiais provenientes de um rio urbano contaminado com excesso de matéria orgânica.

Palavras-chave


Água residual urbana; Protótipo para Tratamento; Microalga e Bioprodutos

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684