INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO E EMISSÃO DE CO2 EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO

Thiago Costa Soares, Vanessa Ferreira Teixeira, Luckas Sabioni Lopes

Resumo


Este estudo analisou a relação entre investimento estrangeiro direto, emissões de CO2 per capita e intensidade de poluentes em uma amostra de países emergentes, entre 1990 e 2014. Para tanto, estimaram-se extensões do modelo vetorial autorregressivo (VAR), adequadas para dados em painel (PVAR), por meio de duas diferentes abordagens, o PVAR-aumentado e PVAR em diferenças. Os principais resultados revelaram que o investimento internacional impactou indiretamente sobre as emissões de CO2 per capita, porém, não houve comprovação de efeitos relevantes sobre a intensidade. Ressalta-se que somente o capital estrangeiro não é capaz de afetar drasticamente o modelo produtivo das economias em desenvolvimento. Para tanto, são necessárias políticas econômicas concretas que possam amenizar os efeitos adversos e assimilar tecnologias de fronteira.

Palavras-chave


Emissões de CO2; Intensidade de poluentes; Investimento Estrangeiro Direto; Modelo PVAR.

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684