RELAÇÕES BRASIL-CHINA: UMA PARCERIA PARA DESENVOLVIMENTO OU UMA RELAÇÃO DE CODEPENDÊNCIA?

Isaías Albertin de Moraes, Mônica Heinzelmann Portella de Aguiar, Carlos Eduardo Tauil

Resumo


Este artigo visa analisar as relações econômicas entre Brasil e China na contemporaneidade. A primeira parte da pesquisa aborda a Teoria da Dependência e sua interpretação das relações entre países periféricos e centrais no complexo sistema internacional. A segunda parte apresenta um breve histórico das relações sino-brasileiras e analisa o seu atual estágio. A pesquisa propõe um novo conceito para interpretar as relações entre países semiperiféricos: codependência. Como procedimento técnico-metodológico, a pesquisa utilizou de fontes primárias e secundárias, como indicadores econômicos, produção bibliográfica e documental.

Palavras-chave


Teoria da Dependência; Relações interestatais; China-Brasil; Codependência; Desenvolvimento Econômico

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684