ALOCAÇÃO DE DESPESAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO: UMA ANÁLISE ESPACIAL PARA A REGIÃO SUL DO BRASIL

Miriã de Sousa Lucas, Bruno wroblevski, Kézia de Lucas Bondezan, José Luiz Parré

Resumo


O objetivo do trabalho é avaliar a dependência espacial no crescimento do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) dos municípios da região Sul do Brasil entre os anos de 2000 e 2010. Além disso, busca-se analisar o impacto dos gastos públicos na variação do IDHM e identificar quais categorias de gastos causam impactos positivos ou negativos nessa variação. Inicialmente, realiza-se uma Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) para verificar a hipótese de aleatoriedade espacial global da evolução do IDHM bem como a existência de clusters na região analisada. Os resultados encontrados indicam que o crescimento do IDHM não está distribuído de forma aleatória entre os municípios da região Sul. Em um segundo momento, estimou-se modelos econométricos espaciais a fim de identificar os efeitos dos gastos públicos per capita na variação do IDHM, sendo possível observar, por meio do Método Generalizado dos Momentos (GMM), que despesas com educação e cultura, habitação e urbanismo, transportes e agricultura promovem maior crescimento no IDHM, enquanto que despesas com encargos especiais, relacionados à dívida pública interna, provocam menor crescimento desse índice.


Palavras-chave


Índice de Desenvolvimento Humano; Dependência Espacial; Gastos Públicos

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684