DESINDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL: UMA ANÁLISE À LUZ DAS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES (1997 a 2018)

Elisangela Gelatti, Daniel Arruda Coronel, Fabiana Correia Barros, Angel Maitê Bobato, Maiara Thais Tolfo Gabbi

Resumo


Objetivou-se analisar a ocorrência de evidências sobre a desindustrialização no Brasil, a partir de uma análise na pauta das exportações e importações, no período de 1997-2018. Para essa análise, as exportações e as importações foram classificadas conforme o fator de intensidade tecnológica, na área representativa da indústria de transformação de bens de alta, média-alta, média-baixa e baixa intensidade, e bens primários (não industriais). Como principais resultados, destacou-se que a indústria de transformação vem perdendo sua participação ao longo dos anos no Produto Interno Bruto (PIB), apresentando uma diminuição na geração de empregos, ocupações e participação nos números de estabelecimentos. Em relação à inserção do Brasil no mercado externo, os resultados indicaram que as exportações são basicamente compostas por produtos primários, e, por outro lado, as importações correspondem à demanda de produtos manufaturados, sinalizando e evidenciando para o processo de desindustrialização, uma vez que a indústria de transformação perde espaço no mercado e competitividade, não conseguindo explorar a dinâmica do seu setor, o qual é essencial para o desenvolvimento econômico do país.


Palavras-chave


Desindustrialização; Brasil; Exportação

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684