ECONOMIA COMPARTILHADA NO BRASIL E O PERFIL DO CONSUMIDOR: UMA PESQUISA COM OS USUÁRIOS DO FACEBOOK

Walter Barreto Duarte Júnior, Thiago Henrique Carneiro Rios Lopes

Resumo


Este trabalho teve como objetivo definir o perfil dos usuários do Facebook com maior probabilidade de participar da Economia Compartilhada. Para tanto, realizou-se um estudo empírico com 2.357 usuários do Facebook, em todos os 26 estados do Brasil e no Distrito Federal. Eles responderam a uma série de questões que dizem respeito ao compartilhamento de automóvel e habitação, além de questões sobre valores. Vale ressaltar que há séculos as pessoas já compartilhavam, embora que numa escala pequena e localizada. Porém, este movimento se expandiu no século XXI devido ao avanço da tecnologia e do mundo globalizado. Ao longo do artigo são descritos os conceitos de Economia Compartilhada, as formas de compartilhamento e as tendências deste movimento. Através da utilização de duas técnicas estatísticas, a análise fatorial e a análise de regressão, pôde-se perceber que da nossa amostra de usuários do Facebook, aqueles com maior probabilidade de compartilhar automóvel e habitação são: i) homens; ii) de qualquer faixa etária; iii) viúvo ou solteiro; iv) com menor nível de renda e escolaridade; v) que não fazem questão de ser dono de um determinado produto; vi) que estão dispostos a mudar o seu estilo de vida para colaborar com o meio ambiente; e vii) que consideram a maioria das pessoas de confiança.


Palavras-chave


Economia Compartilhada; Consumidor; Facebook

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

INDEXAÇÃ0:

DOAJ

Associada

Todo conteúdo da revista está sob a licença 
RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico. ISSN eletrônico 2178-8022 (números publicados a partir de 2010)
ISSN impresso 1516-1684